logo.gif








Tratar Diabetes
A principal fonte de energia para o ser humano é a glicose. Já a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas e além de suas diversas funções, também realiza o transporte da glicose do sangue para o interior das células. Nas células, ela transforma-se em energia. A pessoa que possui diabetes, também chamada de diabetes mellitus, deixa de realizar esse processo, pois quando há pouca ou nenhuma insulina, esse procedimento não é realizado. Com esse problema no transporte, aumenta a taxa de glicose (glicemia) e faz com que o corpo utilize outras substâncias do corpo para gerar energia. A diabete também é considerada um dos fatores de risco do Ovário Policístico, uma doença responsável pelo surgimento de microcistos nos ovários.
Teste de Glicemia.
 
No início, a diabetes pode apresentar sintomas específicos como: urina em excesso, devido à eliminação do excesso de glicose pela urina e com a grande eliminação de líquidos, o paciente sente muita sede e o forte desejo de comer, porque, com a falta de energia, o cérebro acredita que seja necessidade de alimento.

O diabetes pode ter consequências como a quantidade excessiva de glicose no sangue, a hiperglicemia e também pode ocasionar problemas nas artérias dos pacientes. Pode causar insuficiência renal, infecções, úlceras, infartos, dentre outros.  É uma doença que também pode causar problemas crônicos, ou seja, pode causar graves problemas tanto para que a desenvolve, de forma rápida ou lenta.
 
É importante que se tenha  o controle da doença, porque ela pode agravar com a falta de cuidado com os sintomas e o tratamento. O  diabético pode ter problemas nos grandes vasos e isso pode causar uma arteriosclerose que atrapalha a circulação cerebral e consequentemente um AVC (Acidente Vascular Cerebral). As doenças que são originadas pela falta de controle do diabetes podem demorar a aparecer; portanto, é necessário que se tenha muita atenção para diagnosticá-la e tratá-la da melhor maneira.
 
Fatores de Risco do Diabetes

  • Hereditariedade: Pacientes que tenham histórico familiar da doença são mais suscetíveis a ter diabetes;

  • Sedentarismo: As taxas elevadas de açúcar no sangue podem ser ocasionadas pela falta de atividades físicas;

  • Estresse: Com o estresse, o organismo produz adrenalina e cortisol em excesso. Esses dois hormônios inibem a insulina;

  • Alta taxa de triglicerídeos: Um número alto desse tipo de gordura no sangue inibe a ação da insulina.

Índice Glicêmico (IG)


É um método que foi criado em 1981, por um pesquisador da Universidade de Toronto, no Canadá. Esse índice indica a probabilidade de um alimento elevar a quantidade de açúcar no sangue. Os alimentos que são ricos em carboidratos possuem um alto índice glicêmico porque são ingeridos mais rápido e elevam a quantidade de glicose no sangue. Já os carboidratos que realizam uma digestão mais lenta têm um índice glicêmico menor. Deve-se evitar o consumo de alimentos que tenham um alto IG, pois gradualmente isso pode se agravar para uma pré-diabetes ou diabetes tipo 2.

Esse índice foi criado para auxiliar os pacientes com diabetes que necessitam consumir alimentos que estabilizem sua doença. O cálculo é feito da seguinte forma: foi estabelecido, para exemplo, o pão branco, com o valor 100. Os pesquisadores utilizaram as quantidades equivalentes de diversos alimentos e verificaram qual era a reação do açúcar no sangue e isso foi comparado com o alimento controle (pão branco).
 
Aqueles que aumentaram a glicemia mais que o pão branco, receberam um valor maior. Já os alimentos que aumentaram a glicemia em um valor menor que o pão, foi designado um índice glicêmico com valores menores.

O índice glicêmico pode ser diferente devido a diversos fatores:


- Tipo de carboidrato que contém no alimento;
- Como ele foi preparado;
- Fibras contidas nesse alimento;
- Outras substâncias contidas nos alimentos, como gorduras e proteínas.
 
Desde de 2011, os diabéticos passaram a ter direito a medicamentos gratuitos pelo Sistema Único de Saúde, através do programa Farmárcia Popular do Governo Federal.
 
 
Tratar Diabetes  -->>  Tipos de Diabetes